Palmeiras x Athletico Paranaense

noticias de Palmeiras x Athletico Paranaense

Palmeiras x Athletico Paranaense - Campeonato Brasileiro - 02/07/2022

Palmeiras e Athletico se enfrentam neste sábado, às 21h (de Brasília), no Allianz Parque. O duelo é válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O confronto terá um encontro marcante nas áreas técnicas: Abel Ferreira e Luiz Felipe Scolari. Os dois treinadores têm histórias vencedoras pelo Palmeiras, mas criaram uma relação de amizade desde Portugal, mantida até hoje. As equipes dos dois estão entre as melhores deste início de torneio.
Líder do Brasileirão com 29 pontos, o Palmeiras não perde há 13 jogos no campeonato e vem de uma boa vitória nas oitavas de final da Libertadores: 3 a 0 sobre o Cerro Porteño, no Paraguai.
Já o Athletico chega com 12 jogos de invencibilidade na temporada, com nove vitórias e três empates, entre Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil. Na rodada passada, a equipe rubro-negra venceu o Bragantino por 4 a 2, em casa, e passou para 24 pontos, na terceira colocação. A última derrota do Furacão foi em 14 de maio para o Fluminense, em Volta Redonda.

Palmeiras
No Brasileiro, o Verdão vem de empate com o Avaí fora de casa, no qual Abel poupou metade do time pensando no encontro com o Cerro. Diante da boa vantagem obtida no Paraguai, o técnico pode mesclar o time com mais titulares diante do Athletico para manter a vantagem na liderança do campeonato nacional. Ele terá praticamente todo o elenco à disposição.
Provável escalação: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Gustavo Gómez), Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gabriel Veron, Dudu e Rony.
técnico: Abel Ferreira

Athletico
O comandante optou por poupar parte dos titulares, de olho no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores de terça-feira, diante do Libertad. Khellven, Nico Hernández, Christian, David Terans e Cuello foram os escolhidos. Já Cannobbio volta para a formação inicial. A dúvida é no ataque, entre Rômulo e Pedrinho.
Provável escalação: Bento; Orejuela, Matheus Felipe, Pedro Henrique e Abner; Hugo Moura, Erick e Vitor Bueno; Canobbio, Vitor Roque e Rômulo (Pedrinho).
técnico: Luiz Felipe Scolari